quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

O “GRITO” DO SILÊNCIO!


Olá amigos!  O artigo que publico hoje não relata uma operação policial da qual tenha participado. É na verdade um alerta que faço a todos com base em minha observação ao longo de meus 23 anos na Polícia Civil do Rio de Janeiro, em busca de uma resposta para o número crescente de crimes.

O título é: 
O GRITO do silêncio!

Por favor, leiam...comentem e compartilhem. Ao comentarem me estimulam a continuar a escrever. Ao compartilharem, me ajudam a levar essa mensagem a um número maior de pessoas. 
Um abraço a todos do amigo,
Pedro Chagas. 
(Um TIRA metido a Escritor)

Abaixo o artigo:

O “GRITO” do silêncio!

Não há duvidas que se aprenda observando. Existem coisas que você observa por um curto tempo e logo consegue captar. Outras que você leva mais tempo. Para observar que o silêncio “GRITA”, levei um bom tempo. Na verdade 23 anos de trabalho na polícia. 

Foram diversas ocorrências, diversas operações policiais e intervenções em conflitos. Sempre observando, em busca de uma resposta. Eu buscava a resposta para a causa dos problemas. Principalmente os que nos levam a ferir a lei, privando-nos da liberdade ou até mesmo interrompendo vidas e sonhos.
E problemas que simplesmente nos impede de prosseguir e realizar o que almejamos. Após minuciosa observação em muitos depoimentos tomados no tramite de uma investigação, cheguei à conclusão de que quase 100 % deles é herança de um silêncio. 



Quando falo silêncio, me refiro à omissão diante de certas atitudes, em nossa formação. Refiro-me ao ignorar e o aceitar passivo diante de certas atitudes que sabemos não ser certa. Seja a atitude ante democrática do governo, a má conduta do policial ou o aceitar dos pais diante da simples preguiça do filho ao não querer ir à aula; ao ignorar ou aceitar que chegue a casa com um objeto ou uma quantia em dinheiro, que não lhe deu e sabe não ter condições de ter. Ao ignorar que o filho chegou alcoolizado ou com atitudes que o leva a suspeitar que usasse drogas. Ao ignorar as amizades dos filhos, não procurando saber com quem se relacionam. Pois todos sabem que as más companhias são o PASSAPORTE para o crime. É necessário reagir!

Não podemos permanecer em silêncio. É preciso protestar pacificamente contra as atitudes ante democráticas do governo. Denunciar a má conduta do policial e dialogarmos com nossos filhos orientando-os e castigando-os se necessário for.
Hoje, uma série de linhas de pensamento recrimina a correção das atitudes dos filhos com castigos e até mesmo palmadas. 
Mas a própria BÍBLIA em (PROVÉRBIOS – CAP 23 – VERSÍCULO 13 e 14
Diz:

“Não retires da criança a disciplina, pois, se a fustigares(castigar), com a vara não morrerá.
Tu fustigarás (castigarás), com a vara e  livrarás tua alma do inferno".

Isto é, a manterá no caminho do bem. 
Se Deus nos orienta em como agir, quem somos nós para não agirmos, nos mantendo em silêncio? 
Se não corrige seu filho hoje, a vida o punirá amanha. Lembre-se:

“A galinha sabe como pisar em seus pintos, a polícia não!”.

Sou Policial Civil e posso lhes afirmar isso com toda a certeza. 
Acho que já consegui passar a mensagem! Por isso, não vou mais prolongar. Só quero terminar, lembrando que sua omissão é o silêncio a que me refiro. E a consequência ruim dessa omissão, é o “GRITO” desse silêncio. 

E quando o silêncio “GRITA” você chora! Portanto amigos comecem a agir. Já dizia meus avós:

 “A vara quando verde enverga. Depois de seca quebra, mas não enverga”. 

Pensem nisso! 
Um grande abraço do amigo Pedro Chagas
(Um TIRA metido a Escritor)

Leiam também.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas