segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Brasil, o avesso de tudo que você acredita!


Estamos avessos! Como podemos crer no futuro de um povo que anda avesso?
Notoriamente observamos que estamos avessos, quando desconhecemos os limites, por não impô-los.
Vergonhosamente percebemos, quando ouvimos o Ministro da Cultura dizer que já fumou maconha; o Presidente da República declarar com orgulho que não estudou e chegou à presidência; surgirem leis que inocentam o viciado em drogas, qualificando-o como vítima, quando sabemos que é ele quem financia o tráfico de entorpecentes, espalhando a morte e todas as desgraças que as drogas causam.

Pois é com o dinheiro que o viciado sustenta seu vício, que os traficantes compram possantes armas, que cujas “balas” perdidas matam inocentes. Quando passivamente, notamos a omissão do governo no social e a má distribuição de renda, que alimenta a desigualdade social; quando vemos esse mesmo governo voltar a cena da macro vergonha, tentando esconder o “lixo” do ex-presidente e atual senador José Sarney. Esse mesmo ex-presidente que ora volta às telas de TV para dizer que é favor da liberação das DROGAS; quando vemos a vergonhosa aprovação automática nas escolas públicas, aprovando crianças que nada sabem, sem no entanto fazermos nada. Quando damos propinas em troca de vantagens ilícitas, fazendo com que a corrupção, que é o câncer responsável pelo desvio de verbas que destroem tantos sonhos, prolifere.


Isso tudo é uma vergonha! O verdadeiro avesso das atitudes de um povo que leva toda a sociedade ao caos que hoje observamos em milhares de lares.
O pior de tudo e que muito nos deve preocupar, é ver as pessoas presenciarem estas atitudes e encararem com naturalidade. Se ao menos demonstrassem indignação, teríamos uma maior esperança de virarmos o quadro, o que é plenamente possível. Para isso, o primeiro passo é nos indignarmos com essas coisas, não as aceitando de forma alguma. O segundo é nos unirmos e protestarmos de forma pacífica e ordeira, mas não nos calarmos. Se tiramos um presidente corrupto, que ao invés de COLLORIR, melava nosso país! Porque não conseguiríamos consertar essas vergonhas que tanto nos prejudicam? 

De todas as vergonhas que citei nesta matéria, a aprovação automática, que é terrível como as demais, pode ser resolvida com uma atitude consciente dos pais, ao acompanharem o desenvolvimento escolar dos filhos e no caso de seu rendimento for baixo, procurar saber o motivo. Caso não seja de saúde, pressioná-lo para que se dedique e não permitir que a escola o aprove sem que tenha condições. 

Aceitar isso é fomentar a derrota dos sonhos de seus filhos. Ser pais é muito mais do que ser os autores de uma concepção. É participar ativamente, preocupando-se, impondo limites, orientando, mostrando o caminho, ensinando e dando o anzol para que pesquem. É indignar-se sempre com o que está avesso e lutar para consertar. É amar incondicionalmente!




Bom, é isso aí! Reflitam com carinho o que acabaram de ler, ponha em prática se concordar e sejam felizes! 
Um grande abraço do amigo:


Pedro Chagas
(Um TIRA metido a Escritor !) 

OBS: As críticas que faço a personagens do governo, referem-se a fatos, entrevistas...Que presenciei nos anos que antecedem a data em que escrevi o artigo. Ou seja, maio de 2012. Portanto, pode ser que muitos de vocês não se recordem. 
Mas, como todos meus artigos, são reais. Do meu compromisso com a verdade, não abro mão. Pois está totalmente atado ao meu caráter e a minha índole. Levar uma notícia que retrata a verdade com o intuito de lhes orientar sobre o tema que escrevi, fazendo com que reflitam e lhes seja útil, é o meu objetivo.

PEDRO CHAGAS

Você AMA seu melhor Amigo, mas CUIDA BEM dele?


Que você ama seu bichinho de estimação[seja ele um cão, gato, coelho, tartaruga, leão.... ou até dinossauro!RSRS), isso já sabemos somente pelo fato de estar lendo este artigo agora! mas a pergunta que não cala: VOCÊ cuida realmente bem dele?
Sabe pessoas, resido atualmente em um condomínio, no momento não tenho nenhum amiguinho de estimação, apesar de uma imensa vontade de ter ao menos um gatinho, e ser apaixonada por cães de grande porte(em especial a raça Pastor Alemão), o fato é que observo meus vizinhos, e com facilidade vejo que nem todos possuem um cão(tomando como exemplo este amiguinho de estimação), de maneira realmente amigável, vejo que muitas pessoas possuem cães, e igualmente muitos vêem esta convivência como algo muito além de uma troca, vêem isto como uma ostentação de amor!
Sim ostentação, compram coisas diferentes e muitas vezes exóticas para desfilarem com seu bichinho como sendo ele realmente um bichinho, um bonequinho automático, a maioria esmagadora(no caso os cães), nem se quer  possuem o direito ao acasalamento, os pobrezinhos entram e saem do cios sem a "permissão", de seus ditos donos! 


Sem contar o quesito, ter Espaço para sobreviver! ou seja sobrevivem num ambiente que mal possui lotação para o próprio "dono"! Vejam bem, não estou aqui para criticar ninguém, mas humildemente chamo a uma reflexão sobre o tema... Para os gatos existem muitos recursos interessantes de ampliação de seu espaço de sobrevivência, sem contar é claro com o fato deles serem mais ousados e independentes nas suas escapadas pela vizinhança, apesar de que na maior parte dos condomínios esta prática seja proibida. Fico durante muitas horas sozinha em minha residência pois trabalho 90% em casa, e tenho aquele desejo, que cultuo desde criança em ter um amigo animal junto a mim, afinal vamos combinar que eles são milhares de vezes mais presentes em nossas horas do dia, que qualquer outro tipo de amizade, mas não seria esta atitude uma maneira de fazer alguem se sentir preso ao meu lado? 




Fui criada na periferia do Rio de Janeiro, e tive desde criança um amigo cão ao  meu lado, e de meus irmãos, minha primeira cadela  a Layka, me levava na escola, e me aguardava no portão todos os dias, nossa quantas saudades dela minha amiga mais fiel... Se fui uma criança feliz em minha infância, certamente não foram por brinquedos caros ou nada assim, foi por ter tido amigos cães que alegravam meu dia fosse ele qual fosse, bom ou ruim, não importava eu tinha meu melhor amigo junto a mim!


Desta relação de amor absoluto e incondicional, tenho como desejo mais profundo, que todas crianças pudessem crescer com ao menos com um amigo destes, talvez o mundo tivessem adultos mais leais, mais humanos, não tivéssemos guerras tolas, em justificativa de propósitos toscos, discurssões sombrias de religiões, política e jogos, que tudo que fazem são desimar a humanidade, é, quem sabe...


Bem, mas para deixar o final do artigo menos reflexivo e um pouco mais suave, vou deixar esta brincadeira que existe na cabeça dos humanos para darmos umas risadas ok!





Espero que tenham gostado do artigo, mas se não foi exatamente sua opinião sobre esta reflexão de amizade, ou mesmo se você se identificou em algum ponto, aguardo seus comentários, um abraço.


Leiam também.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS MAIS PROCURADAS